Espírito aventureiro? Conheça 10 Picos de tirar o fôlego!

travel_management (4)


Oii galera!!!

Fiz este artigo para que você conheça alguns dos picos mais famosos do Brasil. Escolhi 10 que com certeza pode tirar o seu fôlego…Bora ser feliz??

Pico do Agudo:

O Pico do Agudo está localizado em Santo Antônio do Pinhal que fica no Vale do Paraíba, São Paulo. Esta cidade está próxima à Campos de Jordão e São Bento do Sapucaí. A altitude do pico é de aproximadamente 1700 metros. A vista é de 360º. Não é preciso pagar nada para visitar este pico e na cidade é possível encontrar muitas placas que indicam o lugar. O lugar também é ótimo para a prática de vôo livre.

Pico da Pedra Redonda:

O Pico da Pedra Redonda está localizado em Monte Verde, Minas Gerais. A altitude é de aproximadamente 1950 metros. Para fazer o caminho até a trilha onde começa o pico é aconselhável ir de carro com tração nas quatro rodas. A trilha que leva até o pico é íngreme e bem cansativa. No pico da Pedra Redonda, além de toda beleza, também dá para ver Monte Verde e São Francisco Xavier.

Pico do Lopo:

O Pico do Lopo está localizado na Serra do Lopo em Extrema, Minas Gerais. Neste pico dá pra ver Joanópolis, Extrema e a represa de Jaguari. A altitude é de aproximadamente 1780 metros. Há duas rampas de vôo livre no local. Para chegar até lá é preciso ir pela estrada do Embratel.

Complexo do Baú:

Pedra do Baú, Pedra do Bauzinho e Ana Chata são três picos que formam o Complexo do Baú. Este complexo está localizado na cidade de São Bento do Sapucaí. A altitude da Pedra do Baú é de aproximadamente 1950 metros. É possível fazer escaladas supervisionadas por profissional no local. A vista é para Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e Sul de Minas. O acesso ao pico pode ser feito por São Bento do Sapucaí ou Campos do Jordão.

Pico do Cascavel:

O Pico do Cascavel está localizado em Socorro no interior de São Paulo. A altitude é de aproximadamente 1200 metros. O acesso ao pico é feito por estrada de terra. Há rampa de vôo livre no local para praticantes do esporte.

Pico do Itapeva:

O Pico do Itapeva está localizado em Pindamonhangaba. A altitude é de aproximadamente 2030 metros. A vista é para o Vale do Paraíba. O acesso ao pico é pavimentado, saindo de Campos do Jordão. Deste pico dá para avistar muitas cidades do Vale do Paraíba.

Pico dos Marins:

O Pico do Marins está localizado em Piquete, São Paulo. A altitude é de aproximadamente 2420 metros. O trajeto é bem longo e exige esforço físico. A vista é para o Vale do Paraíba, Sul de Minas e serras paulistas.

Pico Pedra da Mina:

O Pico Pedra da Mina está localizado na Serra fina em Passa Quatro, Minas Gerais. A altitude é de aproximadamente 2798. De difícil acesso, é aconselhável estar acompanhado por guia.

Pico da Bandeira:

O Pico da Bandeira está localizado nas divisas de Espírito Santo e Minas Gerais. Este pico está no Parque Nacional do Caparaó. A altitude é de aproximadamente 2892. Este pico também é conhecido por ser um dos mais frios do sudeste. O acesso pode ser feito tanto por Espírito Santo como por Minas Gerais.

Pico do Gavião:

O Pico do Gavião está localizado em Andradas, Sul de Minas Gerais e Águas da Prata, São Paulo. A altitude é de aproximadamente 1663 metros. É considerado um dos melhores locais para a prática de vôo livre. Propriedade privada.

Dicas de Viagem:

É sempre bom ter em mente algumas dicas básicas para quem vai conhecer algum pico como estes que foram citados aqui no artigo.

– De preferência use tênis, principalmente se você tiver que fazer caminhada por alguma trilha para poder chegar ao ponto mais alto do pico. Dependendo do tempo, as rochas podem estar escorregadias e é fácil escorregar nestas condições. Também pode haver algumas pedras soltas no local que causam um certo desequilíbrio e se você estiver com um sapato inadequado pode machucar seu pé. Além disso, as trilhas costumam ser na mata, que é o habitat natural das formigas e algumas delas podem acabar subindo no seu pé, causando desconforto. Eu mesma já vi diversas pessoas nestes picos usando chinelos, sandálias rasteirinhas, botas com solados lisos entre outros tipos de sapatos e acabei presenciando alguns tombos e escorregões.

É óbvio que se você não estiver calçando um tênis e estiver visitando alguns destes picos, não perca a oportunidade em fazer o passeio, mas tome cuidado, é só uma recomendação.agua

-Leve uma garrafinha de água. Em alguns picos a caminhada pode ser um pouco longa e se tiver calor com certeza você vai ter sede lá em cima.

-Se você for uma pessoa sensível ao frio, leve um casaco, pois quanto maior for a altitude do pico e dependendo da época do ano, costuma ventar bastante e fazer um pouco de frio.teste frio

-Se você não tiver algum tipo de câmera profissional, tente conhecer todos os recursos disponíveis da sua câmera digital para que seja possível tirar as melhores fotos. Nestes lugares o panorama é incrível. Quando você olha para a vista dá para ver muitos detalhes que infelizmente não aparecem nas fotos em uma máquina fotográfica comum. Por isso recomendo que você explore os recursos que existem nestas máquinas, pois senão, na hora de passar as fotos para o computador, a frustração é grande. A gente nunca sabe se um dia vai ter a mesma teste camera 1oportunidade de voltar àquele pico e ter novamente aquela visão perfeita e magnífica da natureza, por este motivo certifique-se que suas fotos ficarão boas.

-Se for levar algum lanche ou bebida, como água, por exemplo, leve sempre uma sacolinha para que você possa trazer o seu lixo de volta. Infelizmente costumo ver latas de refrigerante, garrafas de água, embalagens de bolachas entre outras coisas na mata e também lá em cima do pico. É muito triste ver esta falta de conscientização em preservar a natureza.

-Em alguns picos a estrada costuma ser de terra, o terreno é irregular e acidentado, têm grandes valas, o caminho é cheio de pedras e extremamente íngreme. E se o chão estiver molhado só piora a situação. Então este tipo de passeio só dá para ir se você estiver em um carro mais potente como um jipe, por exemplo. Nestes lugares dá para você teste jeep 1comprar o passeio para até quatro pessoas e fazer o trajeto de 4×4. Não é aconselhável arriscar seu carro fazendo esta trilha por este tipo de terreno irregular só para economizar o valor do passeio. Eu mesma já vi um carro quebrado no caminho e além da frustração de não conseguir chegar até o pico, há também o prejuízo financeiro pelo conserto do carro.

Espero que este artigo tenha despertado seu espírito aventureiro para que mais pessoas possam conhecer estes e tantos outros picos espetaculares que temos em nosso país.

Viaje sempre e SEJA FELIZ!!! 

assinatura blog bonequinha
icone instagram instagram.com/viajandopelointerior

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *